Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Só pra dizer uma coisinha...

Já repararam numa novidade aqui do blog? Não? Então eu dou umas dicas: é azulinho... hã? Sim, eu sei que as paredes do blog são azuis... so what? Ai! Bom, continuando... é azulinho com a parte central creme... Não pá, não é nenhum estádio de futebol, senão o meio era verdinho! A relva já estava seca? Pronto... levem lá a bicicleta... Adiante! Dá para rabiscar umas coisitas e interagir aqui com a minha Pessoinha... O que é que será?!

Afinal Também Há Outra…

Adivinhem lá como começou o meu dia hoje… Exactamente! Com a minha ida ao penso.

Levantei-me cedinho, arranjei-me e saí de casa toda lampeira na esperança de chegar cedo ao centro de saúde e conseguir não ter muita gente à minha frente… e nem levar uma grande seca!

Cheguei ao centro de saúde eram 10 horas em ponto. Não valia a pena ir muito mais cedo pois só abre às 10 horas. Tirei a minha senha e fui sentar-me, cuidadosamente, à espera de ouvir em que número ia. Tinha 16 pessoas à frente.

Pensei com os meus botões: “Ok, Pessoinha, tas feita… hoje sais daqui ao meio-dia.” Não tive outro remédio senão esperar com aquela paciência de Job que eu adquiri recentemente. Ainda por cima não tinha cá o N. para ir mandando uns bitaites, de efeito calmante, cá para fora. Epá, uma pessoa seca e resseca ali e tem de estar calada?! Náaaa… Tou farta de dizer que só me calo quando morrer e mesmo assim não sei… Sou capaz de ficar com algum tique involuntário nos maxilares e começar a bater o dente…

 

Bom, passou uma hora e o meu “backside” começou a queixar-se. Ajeitei-me na cadeira e disse-lhe que tinha de aguentar mais um bocadinho pois aquilo hoje estava mau. Tinha montes de pés à minha frente e um par de braços. Coitada da mulher! Devia ter braços solidários, pois o que aconteceu a um, aconteceu a outro. Parecia que tinha luvas até aos sovacos.

Para além destes pensos que levam eternidades a fazer, ainda tinha os das consultas. Lembram-se que eles nos passam à frente? Dois minutos de consulta e mais dois de tratamento e em 5 minutos estão despachados. Voilá!

Juro que, se para a semana as coisas tiverem assim, também vou a uma consulta!!! Digo que estou cheia de dores e não aguento mais!

 

Depois há o encontro das pessoas que, tal como eu, não têm outro remédio senão ir fazer o penso todos os dias. E chegamos todos uns atrás dos outros, até parece combinado!

Hoje havia uma novidade: outra rapariga de bujão ao lado, tal como eu. Pensei logo: Mau… não me digas que esta agora vem tirar-me o protagonismo…” (LOL)

E depois há sempre as curiosas. Fiquei, ou melhor, a sala inteira ficou a saber que ela tinha um quisto dermatóide no cóccix. Eu “apresentei-me”: Pessoinha, fistulectomia perianal com brinde extra de uma fissura". Depois a rapariga dizia que não se podia sentar, que lhe doía. Mas não parou um segundo: levanta, senta, anda e vá de comprar coisas na maquinetasdo café.

Éramos duas patas-chocas de rabo ao lado a circular pela sala.

 

O tempo passava e ninguém era chamado. Passei-me dos carretos! Levantei-me e fui investigar quantas pessoas estavam à porta dos tratamentos sem senhas. Por acaso não estava nenhuma. Faltavam 2 números para eu entrar. Mas já não era meio-dia… Eram 15 para a 1. Saí de lá à 1 hora da tarde. Até já estava a ver tudo aos quadradinhos…

 

Claro que estas 3 horas de espera não iam dar em boa coisa. Lá veio a minha amiga enxaqueca ter comigo. Eu avisei-a logo: “Xô!!! Se pensas que vens passar o fim-de-semana comigo, tas enganada! Tou farta de ti…” Mas ela insistiu em ficar um bocadinho só. Até me pediu de joelhos… Não tive outro remédio. Acabei passando a tarde esticada na cama acompanhada da minha amiga enxaqueca.

É mau negócio ir para estas secas mal alimentada e levar com um ar condicionado gelado. Já para não falar da quantidade de tempo gasto à espera.

Mas eu ia adivinhar que hoje ia ser o pior dia?!?